miles genius badge video experts unlimited creative skills form letsgo experience

Carreira

As 10 habilidades mais requisitadas pelas empresas

Atualizado em 11 de outubro, 2019

As 10 habilidades mais requisitadas pelas empresas

As 10 habilidades mais requisitadas pelas empresas

Ter um diploma e vários anos de experiência não são, necessariamente, garantia de um bom emprego. A pergunta-chave a ser feita é: o que você sabe fazer?

O candidato a uma vaga de emprego deve demonstrar que – além do fato de ser engenheiro, advogado, programador ou relações públicas – tem as habilidades que a empresa esteja buscando.

E essas habilidades perpassam diversas profissões, uma vez que dizem respeito à forma de resolver desafios profissionais, de acordo com um estudo publicado pelo LinkedIn, rede social de perfis profissionais.

Segundo a pesquisa, os empregadores estão buscando uma combinação de soft skills, habilidades socioemocionais, e hard skills, habilidades mais técnicas. A criatividade aparece no topo da lista.

As hard skills são definidas pelo LinkeIn como “específicas, ensináveis, que podem ser definidas e medidas, como digitar, escrever, matemática, ler e a habilidade de usar programas de software’.

As soft skills são definidas como “menos palpáveis, mais difíceis de quantificar, como etiqueta, facilidade em se relacionar bem com outras pessoas, ouvir, se engajar em conversa fiada”.

Uma ideia parecida foi apresentada no relatório “O futuro do trabalho”, do Fórum Econômico Mundial, que assinalou que a iniciativa, a originalidade e o pensamento crítico serão cada vez mais valorizados.

ULTRAPASSADO, EU?

O medo de “ficar obsoleto” se instalou nas empresas. E, com o boom das startups e os negócios pessoais, a cultura de trabalho vem dando um giro de grande magnitude nos últimos anos.

Nesse contexto, o perfil dos trabalhos está mudando rapidamente e a integração de equipes com pessoas de áreas diferentes é cada vez mais comum.

O estudo feito pelo LinkedIn avaliou informações sobre as habilidades que aparecem nos perfis das pessoas que utilizam a rede profissional e que conseguem empregos com salários mais altos.

SOFT SKILLS

– Criatividade Segundo o Linked, “enquanto robôs são bons em otimizar ideias antigas, empresas precisam mais de empregados criativos para conceber as soluções de amanhã”.

– Persuasão “Ter um bom produto, uma boa plataforma ou um bom conceito é uma coisa, mas a chave é persuadir as pessoas a comprá-las”

– Colaboração “Com projetos ficando cada vez mais complexos e globalizados na era da Inteligência Artificial, a colaboração eficiente só cresce em importância”.

– Adaptabilidade “Uma mente adaptável é uma ferramenta essencial para navegar pelo mundo de hoje em constante mudança, já que as soluções de ontem não vão resolver os problemas de amanhã.”

– Gestão do tempo “Uma competência eterna, saber administrar o tempo hoje te servirá pelo resto da carreira.”

HARD SKILLS

–Gestão de dados na nuvem “Enquanto o mundo se atira para a nuvem, companhias buscam desesperadamente por engenheiros com competências para acomodar essa demanda.”

– Inteligência artificial “É oficial: chegamos à Idade da Inteligência Artificial.”

– Raciocínio analítico “Enquanto coletam dados como nunca antes, empresas estão sedentas por profissionais que podem tomar decisões espertas baseadas neles.”

– Gestão de pessoas “O mundo mudou de um modelo ‘comandar-e-controlar’ para líderes que podem treinar e empoderar, um conjunto de competências que poucos profissionais possuem.”

User Experience Design (UX Design, Design da Experiência do Usuário, como é conhecida a destreza em compreender a interação entre usuário e tecnologias e desenvolver formas de torná-la mais fácil) “UX Design é a chave para fazer com que o mundo digital funcione para humanos.”