milesgeniusbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Carreira

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Atualizado em 6 de Fevereiro, 2018

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes

A partir do momento em que você muda drasticamente a si mesmo, você pode começar a mudar o mundo ao seu redor.

Stephen Covey, em seu livro “Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”, reforça a tese de que “se você realmente quer mudar seu destino, você precisa mudar seus hábitos e seu caráter, trabalhando de dentro para fora”.

Neste post, reunimos pontos principais deste best-seller para você alcançar mudanças reais em sua vida e no seu desenvolvimento pessoal trabalhando seu próprio caráter.

Veja abaixo como como colocar isso em prática. Vamos lá?

SEJA PRÓ-ATIVO

Uma pessoa pró-ativa é guiada pelos seus próprios valores e diferente de uma pessoa reativa, ela faz questão de tomar suas próprias decisões, nunca deixando que o mundo ou os outros lhe digam o que fazer para mudar sua situação.

Se você é pró-ativo, ninguém é capaz de afetar seus sentimentos de forma negativa, a menos que você permita. Uma dica: abandone expressões como “Eu tenho que fazer algo” e troque por formas ativas: “Eu quero fazer algo”.

Para se tornar mais efetivo, você precisa tomar o controle da sua vida diante de todas as oportunidades e situações que surgem. Tome decisões e ações sempre baseadas nos seus valores e não apenas nas condições e nas situações nas quais você se encontra neste momento. A liberdade na escolha da sua resposta se baseia em:

Autoconhecimento: Para que você consiga entender seus sentimentos e pensamentos;

Imaginação: Para você ser capaz ir além da sua realidade presente;

Consciência: Sua capacidade de distinguir o bem do mal

Livre Arbítrio: Para que você consiga alterar suas emoções e pensamentos percebidos pelo seu autoconhecimento.

COMECE COM UM FIM EM MENTE e PLANEJE SUA ROTA

“O que eu quero conseguir?”. Muitas pessoas trabalham para objetivos sem sentido, um foco difuso. Elas se preocupam em serem eficientes, ao invés de eficazes. Um bom caminho é desenvolver o hábito da liderança pessoal. Com isso, você vai entender melhor seus objetivos e resultados desejados.

Para ter sucesso, é preciso planejar sua rota primeiro e executar depois.

Defina o que deseja conseguir e depois disso planeje todas as atividades para conseguir atingir aquele objetivo.

Em seguida, avalie sua capacidade de se gerenciar, na forma da pergunta “qual é a melhor forma de conseguir o que quero?”.

Para atingir seus objetivos, você precisa visualizar o resultado de cada ação antes de executá-la.

O próximo passo é definir uma declaração de missão pessoal. Dicas:

Define suas crenças e objetivos: Liste os valores e princípios em que você acredita

Liste os objetivos maiores que você deseja alcançar em sua vida.

Ela é como um bússola, dando-lhe um senso de direção e segurança para tomar as melhores decisões baseadas nos seus princípios. Ao tomar uma decisão baseada em seus princípios, você se torna mais eficaz, pois:

Você toma a decisão pró-ativamente, de acordo com seu livre arbítrio, e não porque alguém está te empurrando rumo a uma direção;

Você sabe que sua decisão é a adequada, porque está baseada em princípios com resultados previsíveis a longo prazo;

Sua própria decisão contribui para reforçar seus valores fundamentais;

Você pode comunicar-se honestamente com todos os envolvidos, explicando seus princípios fundamentais;

Assim, você se sente confortável com sua decisão, seja ela qual for.

 

FIRST THINGS FIRST (O QUE VEM ANTES, VEM ANTES…)

Exercitou os passos acima? Agora, para ser realmente efetivo, é necessário organizar seu tempo ao redor das suas prioridades sempre.

É o First things first, que significa estar constantemente priorizando e trabalhando sempre no que é mais importante em um determinado momento.

Para conseguir priorizar de verdade é necessário aprender a dizer sim a tudo que faz parte do seu objetivo final e não a todas as distrações que podem aparecer entre você e o seu objetivo.

PENSE WIN WIN – TODOS TÊM QUE GANHAR.

A maioria das pessoas tendem a pensar segundo o modelo Ganha-Perde. Este modelo, afirma que toda vez que alguém ganha algo, alguém tem que perder, como nos jogos de soma zero.

Porém a vida e a maioria das situações não são uma competição, e você precisa entender que existem situações onde todos podem ganhar.

O jeito Win-Win de pensar se baseia na ideia de que a vitória de uma pessoa não necessariamente acontece à custa da derrota de outra. Se não pode alcançar uma situação win/win, é preferível não fechar o negócio.

Assim ao menos você mantém a relação para um possível acordo ganha/ganha no futuro. Acordos Win/Win possuem as seguintes dimensões:

Caráter: Só quando você conhece bem os seus valores, saberá o que significa ganhar;

Relações: constroem-se sobre a base do caráter. Invista em relações focadas no sucesso de ambas partes;

Acordos: Um acordo deve ser claro e amarrar resultados desejados, regras ou parâmetros dentro das quais se obterão esses resultados;

Sistema regulador: para que os acordos funcionem, deve existir um modo para avaliá-lo e regulá-lo;

Processo: O primeiro passo é tentar ver a situação sob a perspectiva do outro, listar os resultados bons para ambos.

PROCURE PRIMEIRO ENTENDER, E DEPOIS SER ENTENDIDO

A maioria das pessoas passa sua vida aprendendo a comunicar de forma escrita ou falada, mas tem pouco treinamento em escutar e entender verdadeiramente a outra pessoa.

Escutar com empatia é uma ferramenta muito poderosa que lhe proporciona informação exata com a qual trabalhar. Ao escutar com empatia, você estará exercitando o ganha/ganha.

É preciso tempo e esforço para dominar esta habilidade no início, mas as recompensas são grandes.

Se você aprender a ouvir de uma forma verdadeiramente ativa e empática, você vai notar que muitas pessoas estão bastante dispostas a abrir-se e considerar suas opiniões e conselhos.

AFIE SUAS FERRAMENTAS SEMPRE

Assim como um marceneiro tem que afiar sua serra sempre, você precisa afiar suas ferramentas. Uma delas são seus hábitos. A dica aqui é reorganizar seus hábitos atuais para funcionarem adequadamente.

A efetividade se consegue quando se pode manter o equilíbrio entre a produção (P) e a capacidade de produção (CP).

Porém, é frequente que as pessoas estejam muito ocupadas produzindo (serrando a madeira) para prestar atenção à manutenção do seu meio de produção (afiar a serra).

Isso faz com que elas se vejam produzindo pouco, por estarem com uma serra sem amolação. O mesmo acontece com seus hábitos.

Se seu hábito não está afiado, sua produção cai. Isso ocorre pois muitas vezes a manutenção não traz grandes ganhos imediatos, mas ela é essencial se você quiser continuar serrando e ainda mais se quiser preservar sua serra.

Afiar a serra implica na invenção de um programa balanceado, sistêmico, para a auto-renovação em quatro áreas fundamentais. Você deve se dedicar pelo menos uma hora cada dia trabalhando nelas:

Dimensão física: inclui exercício físico, nutrição e controle do stress. Ao comer adequadamente e exercitar-se 30 minutos por dia, você conseguirá melhorar sua força e resistência de forma pró-ativa. Se não o fizer, seu corpo se debilitará;

Dimensão espiritual: Você deve renovar seu compromisso com seus valores pelo meio da revisão da sua missão pessoal, ou por meio de oração, meditação ou imersão em música, literatura ou natureza. Se não o fizer, seu espírito será insensível;

Dimensão mental: Sua mente se “afia” por meio de atividades como leitura, escritura e planejamento. Comece com um fim em mente e trabalhe nas prioridades  primeiro;

Dimensão social/emocional: Seja empático e pense win/win Como as quatro dimensões estão inter-relacionadas, o que você fizer para “afiar a serra” em uma, impactará positivamente nas outras. Se você trabalha equilibradamente as quatro dimensões, pelo menos uma hora ao dia, todos os dias, fará dos hábitos uma parte fundamental da sua vida.

Gostou do post? Deixe seu comentário abaixo!