milesgeniusbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Carreira

O Fim do Blá-Blá-Blá: Como criar mensagens efetivas no Powerpoint

Atualizado em 6 de Fevereiro, 2018

O Fim do Blá-Blá-Blá: Como criar mensagens efetivas no Powerpoint

O Fim do Blá-Blá-Blá: Como criar mensagens efetivas no Powerpoint

Dan Roam em seu livro “Blah Blah Blah – What To Do When Words Don’t Work” (Blá, Blá Blá – O que fazer quando as palavras não funcionam), mostra que o segredo de uma boa apresentação é contar boas histórias.

Mais: Dan Roam faz isso com um método de desenho bastante rápido e eficaz., o Visual Thinking, um assunto que nós conhecemos bem, certo? Aqui há mais artigos sobre o tema.

O que é mais legal do livro é a maneira de contar as histórias: usando um mix de palavras e ilustrações, um mix de comunicação verbal e visual, provando o que as pesquisas nos mostram há algum tempo.

Não há forma mais eficiente de se comunicar do que falar e mostrar figuras ao mesmo tempo (lembra quando você era pequeno e seus pais te contavam histórias mostrando imagens do livro? Exatamente isso).

Saber contar histórias na hora de se apresentar – e tenha ótimos slides para ilustra-las, é sucesso garantido para a sua apresentação.

A união de uma boa história, um bom contador de histórias (ou orador) mais slides bem produzidos, que seguem uma mesma Direção de Arte, pensada e criada especificamente para você, sua mensagem e sua apresentação, é perfeito para a transmissão da sua mensagem.

Segundo Dan Roam, “São as pequenas coisas que fazem a diferença na sua apresentação”.

Veja as 4 dicas que Dan sugere para uma boa apresentação:


PENEIRA DE IDEIAS

Para que o seu público guarde as mensagens principais da sua apresentação, você precisa ressalta-las. Sublinhe, escreva em fonte maior, use o negrito.

É importante diferencia-las das demais, para que elas sejam eleitas as principais e assim, guardadas. Construa o roteiro da sua apresentação para que ela leve a platéia para aquelas mensagens principais.

O DRAMA DOS PERSONAGENS

Identifique um personagem principal. Seja ele um problema, uma dificuldade ou uma ideia que você deve “vender”. Se você personifica o seu conteúdo principal, é mais fácil que a platéia crie vínculos com ele, defendendo e entendendo seus interesses.

Roan mostra como exemplo a campanha da Apple de 2006 a 2009, em que eles personificam a Mac como um cara descolado e o PC como um gordinho nerd e confuso. Esse tipo de paralelo entre marcas e problemas com personagens cria empatia na platéia e é um ótimo método de transmissão de mensagem.

DIDATISMO ACIMA DE TUDO

É muito importante pensarmos nas melhores maneiras de transmitir nossas mensagens. Infográficos, mensagens, frases famosas, personagens, etc.

Cada tipo de informação pode ser melhor transmitida de uma certa forma, e cabe a nós, apresentadores, identificar essas formas e encaixar na nossa apresentação. Para Dan Roam, o melhor jeito de se apresentar números é com gráficos, e de se enumerar uma séria de elementos é com mapas.

UMA HISTÓRIA BEM CONTADA

Para contar histórias, como a de funcionamento de um Software por exemplo, apele sempre para o mais didático. Use diagramas, setinhas que indicam o tempo, todos os recursos para ajudar a sua platéia a não se perder durante a explicação.

Conheça nossos cursos na área de Apresentações de Impacto:

Curso online Apresentações de Impacto

Curso online Power Point Animation: Slides Animados, Efeitos Incríveis