milesgeniusbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Mapas Mentais

Mapas Mentais: dicas para empreendedores

Atualizado em 9 de outubro, 2017

Mapas Mentais: dicas para empreendedores

Mapas Mentais: dicas para empreendedores

Um mapa mental é útil em diversas ocasiões. Vai sair de férias com a família? Um mapa mental pode ajudar a organizar a viagem. Vai fazer uma festa em casa para os amigos? Um mapa mental pode ajudar. Vai fazer compras no supermercado? Faça uma lista usando um mapa mental! E para o empreendedor? Eles são uteis também. Veja abaixo algumas dicas do Lucas Alves, prof. do curso online Mapas Mentais.

VÁRIAS FERRAMENTAS DE GESTÃO SÃO MAPAS MENTAIS

Se analisar bem, várias ferramentas como SWOT, 5 Forças de Porter, Mapas Estratégicos (Balanced Scorecard), Desdobramento de Diretrizes ou Marketing Mix são exemplos de mapas mentais. Na versão original do livro Change by Design, Tim Brown apresenta o assunto Design Thinking por meio de um mapa mental.

UM MAPA MENTAL É UM EXERCÍCIO DE VISÃO SISTÊMICA

O mapa mental deve ser algo que ajude o empreendedor a se comunicar com ele mesmo. Quase sempre um empreendedor tem muitas ideias e, às vezes, elas não têm conexão com qualquer perspectiva anterior. O mapa mental vai exigir uma lógica para mapear, organizar e relacionar seu pensamento e principalmente suas ideias que “saem do nada”.


USE CORES

Você pode utilizar canetas coloridas ou os recursos do software para definir uma cor para cada ramificação dos subtópicos. Isso ajuda a organização visual das ideias.


USE FORMAS E FIGURAS DIFERENTES

Alguns preferem escrever o nome do subtópico diretamente sobre a linha de conexão. Outros preferem escrever dentro de um quadro. Nesse caso, você pode usar formas diferentes ou figuras para representar o quadro, aproveitando, por exemplo, as figuras normalmente empregadas em fluxogramas ou aquelas encontradas em bancos de imagem.

NA HORA DE GERIR UM PROJETO

Use parâmetros das técnicas de gestão de projetos. Em cada subtópico, é possível incluir um escopo mais bem definido, um responsável, um prazo, um cronograma e até um valor que será investido naquele subtópico. Neste caso, o mapa mental pode se transformar em uma ferramenta útil para o planejamento e a gestão de projetos.


COM O PRINCÍPIO DA PIRÂMIDE

Proposto por Barbara Minto em 1987, o Princípio da Pirâmide é usado pelas principais empresas de consultoria ao redor do mundo e trata do desdobramento de um argumento principal em argumentos mais pontuais e específicos. Dominar a técnica do Princípio da Pirâmide pode contribuir para o desenvolvimento de melhores mapas mentais.


USE POST-ITS OU QUADRO BRANCO

Use um quadro branco para desenhar um mapa mental. Na falta de um quadro branco, post-its na parede também podem ser úteis. Na imagem, Lucas Alves, no curso online Mapas Mentais.


NA PRÁTICA



Como usar: Seguindo os próximos passos, é possível criar mapas mentais. No curso online Mapas Mentais, Lucas Alves ensina como se aprofundar com técnicas exclusivas utilizando diversos recursos para criar mapas mentais incríveis.

1) Use uma folha de papel ou um software de mapas mentais (aprenda como usar o software no curso Mapas Mentais).

2) Escreva no centro da página (ou da tela do computador) o tópico principal a ser tratado no mapa mental. Se for organizar suas atividades do dia, escreva algo como “atividades de hoje”. Se estiver planejando um novo site, escreva simplesmente “site”, por exemplo. Siga a lógica do “bolo de chá verde”.

3) Em seguida, comece a irradiar seu pensamento, escrevendo os subtópicos (menções) de segundo nível associados ao tópico principal. É importante refletir se esses tópicos são realmente de segundo nível ou de um nível inferior.

Imagine como descreveria a receita de um bolo: faria mais sentido colocar “farinha” como um subtópico de ingredientes e não como um subtópico do bolo diretamente. Conecte os subtópicos de segundo nível por meio de linhas com o tópico principal. Use cores e figuras diferentes (ou números, organizações espaciais), por exemplo, se acreditar que esses recursos podem ajudar na visualização das relações do tópico com seus subtópicos.

4) Depois, é preciso escrever os subtópicos de terceiro nível que estarão relacionados com os de segundo nível. A “farinha” ou os “ovos” entrariam nesse momento no mapa mental do bolo.

5) Inclua todos os subtópicos que conseguir identificar para o tópico principal, respeitando o nível mais apropriado.

Leia mais:
Mapas Mentais: o que são e como organizar suas ideias com eles?
6 passos para criar um mapa mental
Teve uma ideia? O que é melhor: rascunho ou mapa mental?
Como os mapas mentais podem ajudar a aprender mais?

Veja também:

Como criar um Mapas Mental?
Como usar os Mapas Mentais em um planejamento
Como usar os Mapas Mentais em projetos
Como usar Mapas Mentais em uma reunião de brainstorming?
Como resumir livros e palestras com Mapas Mentais
Como usar os Mapas Mentais para estudar melhor

Quer conhecer mais como criar Mapas Mentais de forma criativa, os diversos usos, como organizar ideias em diversas situações? Então conheça o nosso curso online Mapas Mentais: estruturando ideias.