milesgeniusbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Fotografia

Como entrar no mercado da Fotografia de Gastronomia?

Atualizado em 10 de novembro, 2016

Como entrar no mercado da Fotografia de Gastronomia?

Como entrar no mercado da Fotografia de Gastronomia?

 

Curso Fotografia de GastronomiaEm meio à crise do país, o mercado da fotografia de gastronomia é um dos segmentos que mais oferecem oportunidades.

Sim, e essa onda positiva vem desde 2011, quando explodiu no Brasil a consciência de que valorizar os alimentos por meio de uma imagem que aguce a “vontade de comer” do consumidor pode ser um trunfo de empresas multinacionais, redes de fast food, restaurantes, bares, padarias, cozinhas típicas, entre outros.

Curso Fotografia de GastronomiaOs grandes centros urbanos do país, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre, revelam possibilidades gastronômicas e oportunidades de atuação para aqueles que possam atender essas demandas comerciais.

Mas as cidades médias e pequenas também estão atentas criando cardápios criativos, ousados para “dar forma” às inovações gastronômicas de suas cozinhas para despertar ainda mais a preferência da clientela.

“Este mercado está muito em alta. Quem trabalha com alimentação precisa de imagens novas e atualizadas. Pelo menos 4 vezes ao ano você vai ter demandas novas dos mesmos clientes”, disse Henrique Peron, professor do nosso curso online Food Foto, da aprendeaí.com.

Fotógrafo Henrique PeronPeron, que é um dos preferidos das marcas de alimentos, dos chefs de São Paulo e do mercado editorial e publicitário, já “penou muito” para chegar aonde está.

Sua experiência como fotógrafo oficial da Starbucks Brasil, de grandes marcas da indústria alimentícia e de celebridades da gastronomia nacional, foi fundamental para desenvolver um olhar certeiro, onde consegue captar o alimento em sua essência, retirando dele o que há de mais inusitado e surpreendente. Sua brincadeira com as sombras é sua marca registrada, captando no alimento sua luz própria.

Sua experiência como bartender e em seu próprio restaurante no tradicional bairro italiano do Bixiga, em São Paulo, foi o pontapé para nunca mais sair dos arredores das cozinhas. Trabalhou também em diversos restaurantes fora do Brasil onde aprimorou o olhar apaixonado por tudo aquilo que o alimento representa.

“Este mercado é fascinante, mas os primeiros meses são complicados, até você se firmar. Então, não desista, mesmo que ganhe pouco no início, o importante é ganhar experiência e criar sua marca, do seu jeito, ser autêntico. O mercado está melhor agora se compararmos à época que comecei, então as chances de se dar bem rapidamente é alta”, afirma.

Se você está iniciando na área e não possui portfolio, a dica é praticar, arriscar e experimentar muito para descobrir a sua própria identidade neste universo. “Foto todo mundo faz, mas se você criar a sua marca, o seu estilo único de fotografar comida, você será requisitado. Isso é com a prática. Você pode começar em casa, no restaurante ou padaria de um amigo, por exemplo”.

fotografia de comida

 

A ousadia, o desafio de olhar  por meio do olhar do cliente e extrair a foto que vai aguçar paladares é fundamental na fotografia de gastronomia, mas antes de criar o seu próprio estilo o caminho é experimentar a partir do básico. “Comece com uma luz contínua e aos poucos você vai experimentando luzes diferentes, incrementando truques para valorizar o produto, experimentando novos enquadramentos, até você descobrir como você pode se diferenciar dos demais profissionais”, recomenda Henrique Peron.

Quer dominar a arte fotografar alimentos? Conheça o curso online Food Foto, com Henrique Peron, e aprenda a fotografar gastronomia com muita criatividade aproveitando o que você tem, enquadrar, compor o ambiente e iluminar para que os pratos pareçam tão apetitosos. Clique no banner abaixo.

Curso Fotografia de Gastronomia