milesgeniusbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Caligrafia

Customizar é renovar, economizar e fazer grana

Atualizado em 17 de outubro, 2017

Customizar é renovar, economizar e fazer grana

Customizar é renovar, economizar e fazer grana

Muito se pode aproveitar e ser transformado. E isso não requer muita grana. O negócio é ser mais criativo e saber compor elementos que façam sentido.

Para quem é antenado, deve ter percebido que algumas mudanças de comportamento de consumo vieram pra ficar.

A discussão sobre consumo consciente é a bola da vez (e já era hora, afinal)!

Consumir de forma consciente é uma forma de valorizar quem produz pensando no bem do planeta, das atuais e próximas gerações. É valorizar o produtor local, é renovar ao invés de jogar fora e ter em mãos algo único e exclusivo.

Veja 3 exemplos de empreendedores que construíram carreiras com a customização de roupas, de ambientes, de objetos e transformado lugares e vidas com a criatividade e a mão na massa.

SAMUEL LENZI E A ARTE DO SIGN PAINTING

Para Samuel Lenzi, professor do curso Sign Painting Hand Lettering, quase tudo pode ser renovado e transformado com suas letras personalizadas, criatividade, pincel e tinta. O letrista nasceu no meio da arte e cresceu querendo seguir esse caminho, fez o curso de Design Industrial e acabou não criando produtos, mas sim ilustrações. Após 10 anos trabalhando na área têxtil e em estúdios gráficos, voltou à sua essência familiar, e há 5 anos aproximadamente, focou no estudo das letras, resgatando o desenho manual do letrista tradicional. Hoje seu trabalho é voltado especificamente para os “Hand Lettering Sign Paint”, ou seja, a criação de letras e adornos de forma artesanal para a aplicação no design gráfico, criação de marcas e rótulos e principalmente para aplicação em superfícies, pintadas manualmente, da forma tradicional como faziam seu pai e seu avô.

 

 

O UPCYCLING, DA AGUSTINA COMAS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É fundadora da marca COMAS, voltada à produção de peças femininas que usam como matéria-prima camisas masculinas, sobras da indústria têxtil e de confecção.

Desde 2008 trabalha com Upcycling, o método de criação e produção com o conceito de reaproveitamento e elevação de materiais descartados pela indústria têxtil. Agustina está à frente do curso online Upcycling: Processo Criativo.

“Nosso trabalho começa com a pesquisa para identificar os melhores tecidos e a melhor confecção; então escolhemos as peças que, a partir do nosso conceito de design, são as mais ricas. O desafio é selecionar aquelas que têm maior potencial de transformação”, explica.

O CHALKBOARD, DA FIZ COM GIZ

As professoras Marina e Juliana, referências no Brasil e à frente da Fiz com Giz, conquistaram espaço no mercado especializado nos últimos anos com o ChalkBoard: Arte em Giz.

A arte em giz proporciona mais personalidade em uma casa ou o apartamento, é capaz de dar um tom mais divertido, criativo e personalizado em casamentos, festas infantis, bares e restaurantes.

É possivel reaproveitar materiais e customiza-los. Paredes em ambientes diversos também podem ganhar uma nova cara, sem gastar muita grana para isso. As possibilidades são muitas.

Imagens: Samuel Lenzi, Agustina Comas e Curso Chalkboard: Arte em Giz