milesgeniusbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Visual Thinking

O que é Visual Thinking? Como o Visual Thinking pode te ajudar a tornar reuniões mais visuais?

Atualizado em 15 de dezembro, 2017

O que é Visual Thinking? Como o Visual Thinking pode te ajudar a tornar reuniões mais visuais?

O que é Visual Thinking? Como o Visual Thinking pode te ajudar a tornar reuniões mais visuais?

Ativar a imaginação, engajar, pensar grande, lembrar…As reuniões mais criativas e produtivas geralmente envolvem um componente visual. As salas de reuniões em muitas empresas no Brasil e pelo mundo a fora já possuem o quadro branco ou vidro constantemente preenchidos com imagens muito visuais.

Quer se trate de um guardanapo, quadro branco, post-its, desenhos representativos, reuniões visuais são capazes de ativar a imaginação, engajar, pensar grande, lembrar.

O Visual Thinking dá sentido ao mundo, às coisas. Quando visualizamos algo, torna-se mais concreto. Conceitos complexos tornam-se mais fáceis de entender. O Visual Thinking tem sido generalizado em ciência e matemática por muitos anos e está emergindo como uma das melhores práticas em organizações de ponta.

POR QUE TER UM ELEMENTO VISUAL É TÃO IMPORTANTE?

Para Lucas Alves, professor do curso online Visual Thinking, “As reuniões precisam ser reimaginadas e reinventadas. Considere o pensamento visual como um processo para fazer isso. Precisamos de organizações mais conectadas e de movimentos mais rápidos”, disse.

E segundo Dave Gray, um dos entusiastas do tema e autor do livro Gamestorming, “Algumas necessidades sociais são tão importantes para o cérebro como o ar, a comida e a água. Se essas necessidades sociais não estão sendo atendidas, o cérebro reage da mesma maneira que seria se você estivesse literalmente morrendo de fome ou ardendo por ar”, disse.

Lucas Alves, professor dos cursos Visual Thinking e Mapas Mentais, facilitando um workshop com técnicas do Visual Thinking

Gray sugere que a reunião típica, diferente de uma reunião visual, desencadeia ansiedade e sofrimento emocional, ativando a resposta de luta ou fuga e fazendo com que as pessoas se fechem, enquanto as sessões de Visual Thinking abordam e resolvem muitas dessas questões abaixo:

Status: em uma reunião típica, status e hierarquia criam distância entre pessoas. Sentado ao redor de uma mesa aumenta a sensação de ameaça direta.

Visual Thinking e Hierarquia: Assim que as pessoas começam a desenhar, são ideias e insights que importam, não status.

Certeza: em uma reunião típica, linguagem abstrata, diagramas e slides complexos do PowerPoint criam uma sensação de incerteza sobre o futuro. É difícil traduzir ideias abstratas em ações concretas. Sem uma imagem clara, as pessoas procrastinam ou agem de maneira que são contraproducentes.

Desenhando o que é “bom”, quem fará o quê e como, reduz a ansiedade e a incerteza sobre os próximos passos, eliminando a resistência em co-criar e facilita o avanço do objetivo da reunião.

Autonomia: em uma reunião típica, o chefe ou apresentador é responsável pela agenda e pelo diálogo. Outros participantes são intimidados a ouvir e fazer perguntas em vez de contribuir ativamente.

Relacionamento: as reuniões típicas são focadas principalmente na troca de informações, e não na construção de equipes. A maioria das reuniões de negócios são assuntos secos. É blá blá blá, até que acabe. Quando um grupo de pessoas trabalha em conjunto para criar uma imagem compartilhada de sua situação, sua visão e um plano para chegar lá, eles estão criando uma sensação de quem eles são como uma equipe. Criar uma visão em conjunto facilita a ação após a conclusão da sessão.

Equidade: em uma reunião típica, os extrovertidos – pessoas que gostam de falar – geralmente recebem a maior parte do tempo. Os introvertidos, que podem ter grandes contribuições para fazer, podem não receber o tempo e o espaço de que precisam para compartilhar suas idéias “.

DICAS PRÁTICAS INICIAIS PARA UMA REUNIÃO MAIS VISUAL

Nas sessões de Visual Thinking, todos estão envolvidos em fazer ideias e planos mais tangíveis e concretos. Isso aumenta o senso de controle das pessoas.

Ilustre o propósito da reunião bem grande e deixe na sala o tempo todo. Use-o como foco e para mante a base para as decisões.

Ilustre a agenda e cole na parede. Assim todos podem seguir o horário proposto, as etapas.

Crie um placar com os objetivos e peça para riscarem conforme forem atingidos. Isso dará um senso de progresso e ajudará a renovar a energia da reunião.

 

Conheça os cursos Visual ThinkingMapas Mentais