milesgeniusbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Design Thinking

Como o Design Thinking pode ajudar a criar uma equipe incrível?

Atualizado em 15 de Maio, 2018

Como o Design Thinking pode ajudar a criar uma equipe incrível?

Como o Design Thinking pode ajudar a criar uma equipe incrível?

O Design Thinking não apenas estimula a inovação, mas também fortalece as equipes, criando vocabulário e artefatos comuns e uma cultura de equipe baseada em confiança.

Equipes de sucesso têm algo em comum: terreno comum, isto é, um conhecimento comum, suposições, vocabulário e práticas culturais.

E como as empresas podem apoiar o processo de construção de um terreno comum nas equipes?  O Design Thinking é uma abordagem criativa de solução de problemas que não apenas ajuda a desenvolver soluções inovadoras, mas também facilita a criação de um terreno comum.

O Design Thinking desenvolve 3 componentes significativos de comum em equipes:

  1.  Vocabulário compartilhado
  2.  Artefatos tangíveis
  3. Uma cultura de equipe baseada em confiança

 

1)Vocabulário Comum

A incapacidade de se comunicar com eficiência está no centro de muitos problemas de uma equipe.

Os integrantes muitas vezes têm diferentes interpretações para o mesmo conceito ou ideia, devido às suas origens e experiências variadas.

Por exemplo: os que são especialistas em diferentes disciplinas podem trazer jargões, práticas ou expectativas conflitantes de um mesmo mercado.

E interpretações contraditórias impedem a eficiência da equipe e criam animosidade e frustração desnecessárias.

Simplificando, as equipes só podem se mover com a mesma rapidez sabendo se comunicar com sucesso.

Com o Design Thinking, à medida que a equipe inteira passa por exercícios-chave juntos, um vocabulário compartilhado se desenvolve organicamente e o terreno comum começa a ser construído.

Quando as equipes têm um vocabulário compartilhado, o foco pode mudar de como.

Esse vocabulário compartilhado inclui palavras, conceitos, ideias que se referem a experiências e processos comuns da equipe.

Durante a fase de empatia, por exemplo, a equipe se esforça para entender o que os usuários pensam e fazem quando tentam atingir uma meta específica.

As metáforas também ajudam a reforçar um vocabulário compartilhado, especialmente quando uma equipe começa a identificar uma visão.

Eles podem transmitir ideias ou objetivos abstratos enraizando-os em analogias simples e claras.

Uma metáfora pode alinhar uma equipe em um objetivo comum, sem a necessidade de prescrever um conjunto de recursos ou uma solução exata.

Imagine uma equipe pensando em como ajudar os usuários a aprender um novo recurso do site.

“Queremos ajudar nossos usuários como um assistente de professor a ajudar os alunos – permanecendo fora de vista para aqueles que o recebem imediatamente, mas para dar orientação passo a passo para aqueles que lutam.”

Embora determinados papéis na equipe sejam responsáveis por descobrir como a metáfora se manifesta exatamente no produto, toda a equipe – de vendas à gerência – pode concordar imediatamente sobre como a experiência deve ser sentida.

Esse entendimento compartilhado se torna uma vantagem significativa à medida que a equipe avança no projeto.

Artefatos Tangíveis

Um princípio fundamental do design thinking é “ mostrar, não contar ”. Ao longo do processo de design thinking, a equipe produz vários artefatos tangíveis: mapas da empatia, mapas de jornadas , storyboards e wireframes , entre outros.

Os artefatos criados quando se pratica o design thinking têm uma ampla gama de benefícios para a equipe, como:

  1. Facilitando a visualização de ideias complexas
  2. Construindo a coesão do grupo
  3.  O pensamento do Dsign Thinking é democrático por:
  4. Apoiar-se na participação interdisciplinar e anti-hierárquica
  5.  Equilibrar a contribuição de cada participante para que todas as ideias sejam consideradas
  6.  Apoiar-se no pensamento divergente

Com muita frequência, as empresas usam a “metodologia do hipopótamo” (tomam decisões com base na opinião da pessoa mais bem paga) e a voz mais alta ou a mais alta delas vence.

No processo de pensamento do Design Thinking, os membros da equipe usam notas adesivas , os post-its, para anotar suas ideias e nenhuma ideia individual é maior ou mais alta.

À medida que as ideias são colocadas na parede, cada uma delas tem o mesmo peso.  Este método também favorece introvertidos e extrovertidos, chefes e subalternos.

As ideias também são avaliadas democraticamente 

Os membros da equipe leem as propostas dos outros em silêncio, em vez de serem persuadidos ou impactados pelo que os outros podem pensar.

Em seguida, os participantes colocam adesivos perto das ideias que mais ressoam com eles.

Cada membro da equipe lança o mesmo número de votos.  A partir daí, a parede torna-se um mapa de calor visível para todos, e as soluções com mais votos avançam.

Assim, o processo de tomada de decisão é aberto e baseado na votação por maioria, e não nas opiniões de qualquer indivíduo.

A parede também se torna um valioso artefato tangível, que documenta a história e o processo da equipe.

Qualquer um pode olhar para a parede e entender com o que a equipe coletivamente concorda.

Os processos democráticos de tomada de decisão, nos quais todos têm voz, constroem uma cultura de equipe positiva e baseada na confiança e motivam os membros a participar e fazer com que suas opiniões sejam ouvidas.

Eles também criam expectativas e práticas de colaboração saudáveis, que preparam o caminho para uma comunicação futura ainda melhor.

O principal objetivo do Design Thinking é promover inovação e criatividade, e não construir equipes fortes, mas um de seus benefícios geralmente esquecidos é que ele pode ajudar a estabelecer o clima necessário para construir uma equipe forte e de alto desempenho comprometida com a colaboração.