milesgeniusbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Carreira

Tudo sobre Mapas Mentais: Como estudar melhor com Mapas Mentais?

Atualizado em 15 de dezembro, 2017

Tudo sobre Mapas Mentais: Como estudar melhor com Mapas Mentais?

Tudo sobre Mapas Mentais: Como estudar melhor com Mapas Mentais?

Para quem quer estudar melhor, ampliando o poder de memorização e síntese, os Mapas mentais são ótimas alternativas.

O cérebro humano funciona melhor quando estimulado visualmente.

Memorizamos melhor conteúdos quando estabelecemos conexões entre os assuntos do que quando tentamos decorar frases soltas e descontextualizadas. Um mapa mental para estudo deve conter a informação a ser estudada de maneira reduzida sem perder o significado.

A técnica substitui as anotações tradicionais – da esquerda para a direita, de cima para baixo – por um mapa com tópico central e galhos com associações, símbolos, ícones, cores e desenhos. Tudo o que facilite a nossa capacidade de assimilação é bem-vindo. Quanto mais diversidade, melhor!

Enquanto cuidamos de fazer as associações, o cérebro cuida de outras tarefas importantes: desenvolver a percepção de vários aspectos de um assunto, aprimorar a memorização pela conexão entre ideias essenciais e imagens, organizar e hierarquizar conhecimentos, desenvolver a objetividade, estimular a visão geral de ideias, desenvolver a capacidade de síntese, aprimorar o pensamento sistêmico, entre outras.

Outros benefícios do mapas mentais para estudos:

  • Redução do estresse provocado pelo excesso de informação;
  • Maior controle sobre processos criativos e analíticos;
  • São mais perceptivos e interessantes, tornando o estudo mais atraente;
  • São impulsionadores de produtividade;
  • São fáceis de reestruturar.

O ideal é que se saiba mais, de várias maneiras diferentes e que se consiga por consequência sintetizar com mais segurança e propósito.

Veja aqui alguns insights para criar um Mapa Mental

Depois de pronto, deve-se revisar o mapa. Entender o layout, observar se o gráfico de fato contempla todo o assunto, revisar a informação da maneira mais fluida possível.

Usar as mãos para desenhar os caminhos do gráfico e o motivo de cada elemento estar no lugar que ocupa, contribui muito com a memorização.

É recomendável tentar refazer todo o conteúdo mentalmente tentando localizar os tópicos e subtópicos no mapa sem vê-lo. E conferir depois se as informações que você se lembra estão de acordo com o gráfico.

Um bom exercício de estudo é tentar visualizar o mapa na cabeça.

Fechar os olhos e fazer o exercício de lembrar do mapa e seus detalhes, os tópicos e subtópicos que você criou.

Veja também:

Como criar um Mapas Mental?
Como usar os Mapas Mentais em um planejamento
Como usar os Mapas Mentais em projetos
Como usar Mapas Mentais em uma reunião de brainstorming?
Como resumir livros e palestras com Mapas Mentais

Quer conhecer mais como criar Mapas Mentais de forma criativa, os diversos usos, como organizar ideias em diversas situações? Então conheça o nosso curso online Mapas Mentais: estruturando ideias.