milesgeniusbadgevideoexpertsunlimitedcreativeskillsformletsgoexperience

Carreira

Carreira em UX: com Adriano Vieland, da Netshoes

Atualizado em 5 de setembro, 2018

Carreira em UX: com Adriano Vieland, da Netshoes

Carreira em UX: com Adriano Vieland, da Netshoes

Como é o dia a dia do especialista em User Experience (UX)? Porque aprender essa habilidade pode ser um diferencial para sua carreira?

Será que vale a pena investir aprender e investir na área? Essas e outras respostas você pode conferir abaixo com Adriano Vieland, Gerente de User Experience do Grupo Netshoes, o maior ecommerce de produtos esportivos do mundo.

Que baita responsabilidade, ein!?

Ele conta abaixo o dia a dia dele em uma das áreas mais disruptivas do mercado, seus desafios e revela: a área está em alta mesmo, como dizem por aí?


AprendeAí: O que faz um profissional de UX?

Adriano Vieland: É um profissional que deve contar com uma visão holística do conteúdo e estética da interface, suas interações e usabilidade.

Na Netshoes, por exemplo, contamos com designers de produto, que além da prototipação e desenho da solução, também são responsáveis pelas fases de pesquisa com stakeholders e usuários.

Com isso, busca-se identificar fatores cognitivos-comportamentais e de monitoramento para inteligência competitiva, growth insights e assets de evolução do produto.

Também há os já conhecidos processos de ideação e co-criação nas dinâmicas com times multidisciplinares, permitindo ações totalmente centradas no usuário, com foco em resultado e na melhoria contínua do produto.


AprendeAí: Qual perfil desse profissional (e habilidades que é preciso ter para atuar na área)?

Adriano Vieland: Dependendo do tipo de tarefa, o profissional tem – ou pode assumir – perfis distintos, e que exigem habilidades específicas.

Arquitetos de informação e designers de interface na construção das soluções; redatores assegurando padrão e consistência no tom de comunicação e engenharia instrucional, além de pesquisadores da área comportamental, assegurando a realização de processos de testes e entrevistas, bem como a validação de hipóteses.


AprendeAí: A área está em alta mesmo ou é só moda passageira?

Adriano Vieland: O que eu percebo é que muitas empresas passaram a compreender melhor a área, o papel de seus profissionais e a importância de contar com processos ligados ao descobrimento e entendimento comportamental de seus usuários e como atendê-los, de forma mais assertiva e alinhada com seus objetivos de negócio.


AprendeAí: Onde estão as oportunidades para quem quer atuar na área?

Adriano Vieland: Creio que as oportunidades estão em todas as empresas que de alguma forma disponibilizam canais interativos com seus usuários, externos e internos, sobretudo aquelas com forte engajamento digital e em processos de inovação e melhoria contínua de seus produtos e serviços.

Existe espaço para profissionais de UX em áreas de Desenvolvimento, Produto, Marketing, Comunicação, Atendimento, Pesquisa, enfim, áreas que ofereçam canais diretos com o cliente.


AprendeAí: As empresas estão à caça desse profissional?

Adriano Vieland: O mercado, neste momento, está bem aquecido para profissionais em todos os níveis – sendo imprescindível a este profissional buscar estar atualizado, não somente com o que há de novo em termos de ferramentas, técnicas e temas em discussão, mas sobretudo, estar ativo na comunidade, compreendendo que não se trata de uma área onde você já chega com todas as respostas prontas e visões hipotéticas de quais devam ser as soluções ideais para atender o usuário.

Tudo irá depender de quão imersivo você será nos processos de entendimento das necessidades e expectativas do público com que deseja interagir.


Curso User Experience: junte-se a comunidade que está se especializando em uma das áreas mais disruptivas do mundo


AprendeAí: Conte um pouco do seu dia a dia profissional e porque se interessou por essa área? Quais são os seus maiores desafios diários na Netshoes?

Adriano Vieland: Nosso propósito como time está diretamente ligado a uma busca constante, o grande desafio, de oferecer a melhor experiência de uso possível nas plataformas digitais da Netshoes e, consequentemente, como oferecer a melhor experiência possível em uma jornada de compra online.

Nosso time atua numa camada estratégica, apoiando principalmente os squads de produto e desenvolvimento, na construção e evolução dos serviços e produtos oferecidos em nossos sites desktop, mobile, além dos aplicativos.

Para sermos mais assertivos, em praticamente todos os processos de planejamento no design de interfaces, passamos a incluir etapas de investigação do cenário no qual vamos atuar.

São processos imersivos com o uso de dinâmicas, onde podemos identificar pontos críticos, necessidades, expectativas e principalmente, oportunidades de como oferecer ou otimizar o produto com melhor experiência e usabilidade.

Essas dinâmicas podem empregar várias técnicas, que vão de entrevistas e focus groups, a game stormings e técnicas de co-criação. O resultado são insumos que permitem a nossos times, principalmente designers, criarem soluções que realmente possam atender às necessidades de nosso cliente e fazer a diferença.

Esse é um dos principais motivos que me fizeram atuar nesta área – compreender que uma decisão nossa pode realmente fazer a diferença na vida de nosso usuário.

 

AprendeAí: Para você, por que vale a pena investir nessa área?

Adriano Vieland: Certamente. Você pode ter o melhor código sendo desenvolvido em TI ou os melhores gatilhos de engajamento e comunicação sendo trabalhados em Marketing, porém, sem desenvolver uma solução que realmente atenda às reais necessidades e expectativas do usuário, corre-se um grande risco de termos um processo de interação que não lhe atenda completamente e, consequentemente, isso poderá refletir nos resultados e conversões desejadas.

Veja aqui mais posts sobre UX

Um guia completo sobre UX

Ferramentas de UX para se especializar na área

Curso User Experience: junte-se a comunidade que está se especializando em uma das áreas mais disruptivas do mundo